sábado, 3 de agosto de 2013

JMJ Rio 2013 - JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE - PARTE I



A Jornada

Milhões de pessoas reunidas, todos jovens tanto na idade quanto no espírito. Movidas por um único objetivo, e antes que digam: "foram ao Rio para 'ver' o Papa!" - Como se fosse o mesmo que ir assistir um espetáculo. -  Quem esteve lá realmente envolvido e comprometido com a Jornada Mundial da Juventude pode dizer que era muito mais do que 'apenas ver' o Sumo Pontífice. Sentíamos a sua presença como um ente querido que vem nos visitar. Não era um show, não era um simples passeio turístico. Era uma multidão reunida em busca do que aquele homem tinha para falar, todos juntos para absorver palavras que dessem sentido para suas vidas, queriam escutar algo que pudesse lhes estimular a levar a Boa Nova a todas as pessoas, como dizia o lema da própria Jornada. Todo ser humano busca a felicidade plena e as palavras ditas naquele encontro junto com as experiências vividas por todos ali presentes nos mostraram e acredito que para muitos nós até tornou ainda mais próxima a realização desse anseio.

No Rio de Janeiro tivemos muitos aprendizados, não apenas nos momentos de Catequese, onde tínhamos contato com bispos que contavam suas experiências e ensinavam como dar testemunho do Evangelho em nossas vidas. Mas também no dia-a-dia, na interação com pessoas de outros países com culturas totalmente diferentes, e até mesmo pessoas do nosso país, que devido a sua imensidão tinha sua própria diversidade tanto cultural quanto ecumênica já que lá se via diversos tipos de movimentos da nossa Santa Igreja Católica, e devido a essa pluralidade percebia-se que Nosso Senhor está presente em diversas formas e nos sentíamos estimulados a viver não só naquela semana mas para toda nossa vida um sentimento maior, mais forte de fraternidade sabendo que por mais que sejamos diferentes somos todos filhos do mesmo Deus.

Lindo ver como as pessoas de diferentes carismas religiosos se respeitavam e conversavam sobre Cristo, sobre evangelização, falavam sobre a Igreja, procuravam saber como era o trabalho feito dentro do grupo ou comunidade do outro.

Tivemos muitos momentos de alegria, no relacionamento com pessoas de outras paróquias que antes não conhecíamos e passaram a se tornar nossos amigos, como diz aquela música do Anjos de Resgate: "...bons amigos que nasceram pela fé...". Enfrentamos aventuras andando apertados nos ônibus ou tentando saber qual era o certo para chegarmos ao nosso destino, na maioria das vezes chuva e vento frio em plena praia de Copacabana a tarde e a noite mas como o nosso amado Papa argentino disse: "Vocês estão mostrando que fé de vocês é mais forte que o frio e a chuva. Vocês são verdadeiros guerreiros". Nossa caminhada de 'mãozinhas dadas' pelos túneis da cidade do Rio em que se ouvia brados como: "Esta es la juventud del Papa", "Eu sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor" e o hino da JMJ que ecoava de forma que emocionava e causava admiração a todos que ouviam. Filas enormes para conseguirmos pegar o nosso 'kit vigília' para nos alimentarmos na virada da noite. Depois houve  a caminhada de peregrinação de 9,5 km com nossas mochilas enormes que causavam uma forte dor nos ombros e coluna, mesmo sendo cansativa foi muito compensadora, mesmo com toda aquela juventude exausta não tinha momento que não se ouvia cantos animados de louvor a Deus, ou gritos (muitas vezes puxados pela galera de Assis) dizendo: "Não Aborto!Sim à Vida!" Cristo estava presente conosco e tenho certeza estava muito feliz.

Na vigília já cansados porém satisfeitos, procurando lugar para passar a noite, alguns que conseguiram chegar mais cedo  conseguiram se acomodar na areia da praia,  outros na calçada ou até mesmo na beira do asfalto deixando um estreito espaço pro trânsito que se misturava entre veículos e pessoas. Ainda assim não dava pra ver arrependimento nos rostos dos peregrinos.

Quem esteve presente na JMJ muitas vezes chegava em alguns atos centrais na metade ou até perdia totalmente, e ai quem esteve de fora pode se indagar: "O que foi tirado de produtivo dessa viagem afinal? O que essas pessoas aprenderam lá se muitas vezes eles cansavam-se e alguns nem conseguiam ouvir todas as mensagens que o Papa tinha para transmitir? Vale a pena tanto sacrifício?"A resposta é simples. A peregrinação é uma experiência de vida, não só pelas palavras do Santo Padre, mas pelos acontecimentos do cotidiano. Enfrentar filas, caminhar grandes distâncias dividir espaço com pessoas desconhecidas, tudo isso nos faz refletir um aprendizado das dificuldades que enfrentamos na vida para estarmos próximos de Cristo. É isso que os peregrinos buscavam, estar próximos do representante de Nosso Senhor na Terra, assim como o cristão deve buscar o próprio Jesus no dia-a-dia. Sentimos na Jornada aquilo que sempre ouvimos e muitas vezes repetimos nas nossas reuniões de grupo da igreja:"O caminho é difícil mas vale a pena!"E valeu mesmo. Cada suor, cansaço, dor nos ombros, nas pernas e pés, a ansiedade, o estresse, contrastando com a alegria, o amor fraterno, a esperança e a fé. Assim é a nossa Jornada de cada dia. Antes uma vida difícil do que não viver!


A JMJ Rio 2013 já é considerada o maior evento da história do país, no Rio de Janeiro, e sem dúvida vai ficar marcado na memória e coração de cada um que participou ou que mesmo não estando presente simpatizava com o acontecimento e orava para que tudo corresse bem.

Houveram pontos tanto positivos como negativos, neste texto como se pode perceber foi claramente ressaltado o que se viu de bom, não para mascarar o evento criando uma ilusão de perfeição mas sim porque como o próprio Papa Francisco disse: "Faz mais barulho uma árvore que cai que um bosque que cresce". Não é preciso ficar exaltando erros e problemas, mas sim rezar e se possível contribuir concretamente para que eles sejam corrigidos e dar graças ao Senhor por tudo de bom que aconteceu. A tendência ao erro é parte da natureza humana, porém temos que nos atentar ao saldo positivo que veio da intervenção da Graça Divina.

Obrigado Senhor pela Jornada Mundial da Juventude Rio 2013!!!

Aqui você leu um breve relato dos acontecimentos da JMJ Rio 2013, logo a seguir, um resumo das mensagens que trouxemos da Jornada.

"A JESUS POR MARIA"


Reuniões: JAM Assis aos Sábados após a Santa Missa na sala ao lado da Capela da Paróquia Nossa Senhora do Carmo ou na Capela Cristo Rei após o culto, Conjunto Ivo Muller;
                  JAM Jesuítas aos Domingos às 19h30min no Centro Catequético da Paróquia Santo Inácio de Loyola;
              JAM Iracema  às 19h30min no Centro Catequético da Igreja São João Batista.
Esperamos vocês lá!!!!